Carregando

Saiba o que é uma Custom Rom e para que serve


Como prometido aqui no Tecnoinfobrasil chegamos a parte final de uma serie de 4 postagem falando sobre Root, Custom Recovery, Kernel e agora Custom Rom.

Nás matérias anteriores falamos sobre cada um dos componentes citados, e porque falamos sobre os 4 em conjunto ? Simples, a procura por esses assuntos estão praticamente interligadas, maioria quando vai realizar determinado procedimento em um aparelho consequentemente acaba fazendo outro procedimento em conjunto.

E foi pensando nisso que elaboramos essa serie de postagens, para poder lhe ajudar de alguma forma e solucionar duvidas que o caro leitor que está lendo no momento saiba o que irá fazer e quais as consequências.

Portanto queremos que saiba que antes de qualquer um desses procedimentos citados, recomendamos que sempre tenha atenção aos tutoriais que se esteja seguindo, e se ele é de uma fonte confiável, caso contrário poderá ter alguns problemas.

Entretanto voltemos ao assunto do que é Custom Rom e para que ela serve.
Para você que é usuário do sistema android e entenda melhor o que é uma Custom Rom, fizemos o seguinte.
Temos que lembrar que o Android é um sistema livre, qualquer pessoa pode utilizá-lo e fazer o que bem entender com ele sem ter que pagar nada a ninguém, na verdade o que o Google ganha em relação ao Android está envolvido com o uso dos Google Apps, como a Android Market, o Gmail, Gtalk e vários outros, toda fabricante ou desenvolvedor que quiser utilizar estes apps e serviços tem que entrar em acordo com o Google.


Pelo fato do android ser um sistema livre alguns desenvolvedores baixam ele da internet, que pode ser pela versão oficial dada pelo Google ou até mesmo por versões que foram retiradas de aparelhos smartphones ou tablets. Estes desenvolvedores muitas vezes são pessoas comuns que entende bastante sobre programação e Android, geralmente trabalham de graça, recebendo doações de usuários que realmente gostaram de suas Custom Rom.

Quando um desenvolvedor pega alguma versão do Android e começa a modificar, o resultado disso é chamado de Custom Rom, ou seja, é um Android modificado por um usuário. Daí vem o nome, Custom (Personalizado) e ROM (que se refere ao sistema Android).

As ROMs baseadas no código do AOSP, quando atingem um bom estado de amadurecimento, tendem a ser melhores do que as produzidas a partir dos sistemas fornecidos pelos fabricantes. Isso acontece porque nem sempre há autorização para se alterar as ROMs das fabricantes, driblando algumas proteções na base da "gambiarra", o que pode comprometer o resultado final.

Entre as custom ROMs baseadas no código oriundo do AOSP, merecem destaque o CyanogenMod e a MIUI ROM, que amadureceram tanto e passaram a oferecer suporte a um número tão expressivo de smartphones que já podem ser consideradas quase como "distribuições" do Android, assim como o Ubuntu e o Redhat o são para o Linux.
É graças a ampliação do suporte e ao amadurecimento desses projetos que mais e mais usuários tem se arriscado a instalar ROMs alternativas em seus smartphones.

A primeira grande vantagem encontrada nessas ROMs, em relação às oferecidas pelos fabricantes, é que, via de regra, as primeiras oferecem versões mais atuais do Android. Nos casos do Cyanogen Mod 7 ou da MIUI ROM, elas entregam a versão mais atual do Gingerbread e recebem os updates menores, vindos da Google, com mais agilidade do que o próprio Nexus S.

Outra grande vantagem é que o desempenho do sistema é consideravelmente melhorado com uma dessas ROMs. Isso porque você terá no seu Android um sistema limpo, baseado no código puro fornecido pela Google, e os responsáveis pelo desenvolvimento apenas aplicam as adaptações necessárias, como os drivers do dispositivo, fazendo o sistema rodar adequadamente no aparelho. Alguns ajustes para melhorar o desempenho, frutos da experiência da comunidade, geralmente também são implementados.

Um fator importante desta etapa é a ausência de apps “impostos” por fabricantes ou operadoras. Convenhamos: tudo o que um usuário de Android precisa pode ser encontrado e instalado pelo Android Market.

Os apps que estarão instalados no seu aparelho, muitos deles rodando em segundo plano e consumindo recursos do sistema, devem (ou deveriam) ser uma escolha sua, e não do fabricante, ou muito menos da operadora de telefonia celular.

As ROMs customizadas também apresentam, frequentemente, opções extras de interação com o sistema operacional - geralmente em nível de interface gráfica, o que acaba agradando.

O Cyanogem Mod 7, por exemplo, mostra várias opções extras no menu de desligamento do Android, permitindo que você opte por reiniciar o aparelho, em vez de apenas desligá-lo, além de dar opções para tirar uma screenshot da tela, ou até mesmo mandar o sistema diretamente para o menu de recuperação, onde você terá acesso a opções mais avançadas de manutenção.

Algumas recomendações, antes de qualquer coisa, você deve acessar o fórum de discussões relacionado à ROM escolhida e fazer uma boa leitura prévia, com calma. Nada de se jogar em aventuras e correr risco de arruinar o seu smartphone sem antes saber o que está fazendo e ter consciência do procedimento inteiro. Tenha certeza de que você será capaz de levar o passo-a-passo até o fim.

Além de saber instalar a ROM alternativa, é importante pesquisar o procedimento para restaurar a ROM do fabricante no aparelho. Caso algo saia errado, você desejará fazer isso e saber previamente como proceder. Além de ter os arquivos necessários em mãos, você poderá encurtar a sua agonia se tudo começar a dar problema.


Tecnoinfobrasil Mais que um site de tecnologia, um conceito de informação de qualidade.

6 comentários:

Postar um comentário

Deixe seu comentário aqui.

TecnoInfoBrasil © Copyright 2011. Todos Direitos do Site Reservados ao Designer / Paulo Henrique.